Identificador ISNI Instituicoes

De Área Técnica
Ir para: navegação, pesquisa

Do ponto de vista das Organizações, o imperativo de padronização e inequívoca identificação também é consenso e o International Standard Name Identifier (ISNI) é o padrão global certificado pela ISO 27729 para identificar organizações e indivíduos envolvidos com a cadeia de suprimentos de informação e mídia, bem como na cadeia de suprimentos científicos e acadêmicos (scholarly supply chain).

Identificar Organizações não é tarefa fácil. Elas mudam de nome, de local, fundem-se a outras, separam-se, mantêm vínculos diversos com organizações maiores, menores ou associam-se em consórcios. Podem estar escritas por extenso, abreviadas, na forma de siglas. Segundo o Relatório da OCLC intitulado Addressing the Challenges with Organizational Identifiers and ISNI de 2016 [1], estabelecer uma identificação única e persistente para as Organizações é fundamental para:

- atribuir corretamente a produção científica e acadêmica à organização, instituição de pesquisa, universidade e seus pesquisadores,

- desambiguar o nome de organização em relação a outra com nome igual ou semelhante,

- facilitar a troca de conjuntos de dados via máquina – API, essencial para viabilizar o linked data,

- permitir análises bibliométricas mais consistentes,

- obter dados mais limpos e confiáveis sobre a organização e suas atividades, evitando a fragmentação de dados e resultados,

- nortear padrões de afiliação, identificação e denominação organizacional (Nome ‘certo’) – controle de autoridade,

- rastrear e facilitar concessões de recursos de pesquisa e bolsas,

- descobrir colaborações em escala mundial,

- desambiguar pesquisadores com mesmo nome, a partir da afiliação,

- facilitar o rastreamento de publicações e citações por rankings e instituições de apoio à pesquisa,

- facilitar a descoberta e a recuperação de informações sobre a organização pelos mecanismos de busca da Internet,

- minimizar conflitos de interesse por meio de exata identificação de indivíduos e suas afiliações,

- garantir a correta atribuição de artigos e trabalhos aos autores e pesquisadores corretos,

- permitir a realização de levantamentos gerais e levantamentos detalhados das atividades da organização, etc.

O ISNI é um identificador de código aberto composto por 16 dígitos amplamente utilizado em vários setores e projetado para funcionar em diversos contextos, facilitando a troca digital de informações, dados e ativos. A Agência Internacional ISNI (ISNI-IA) contém registros de identidade associados a cerca de 8.75 milhões de nomes individuais e a mais de 654.000 organizações envolvidas nas indústrias de mídia, informação e áreas relacionadas.

A ISNI-IA usa um sistema de atribuição que compreende uma interface de usuário, esquema de dados, algoritmos de desambiguação e banco de dados que atende aos requisitos do padrão ISO, além de usar a tecnologia existente sempre que possível. O sistema baseia-se principalmente no serviço Virtual International Authority File (VIAF), que foi desenvolvido pela Online Computer Library Center (OCLC) para uso na agregação de catálogos de bibliotecas. Qualquer sistema de identificação de organizações deve basear-se em governança, confiança, transparência, temporalidade e metadados apropriados [2]. O registro ISNI é regido pelo Conselho da ISNI-IA e administrado pela OCLC, em conjunto com a British Library, entre outros membros.

O acesso ao sistema de atribuição e ao banco de dados, bem como aos números que são gerados como o resultado do processo, são controlados por organismos independentes, conhecidos como “agências de registro”. Essas agências de registro são nomeadas pela ISNI-IA e lidam diretamente com os clientes, garantindo que os dados sejam fornecidos em formatos apropriados e recompensando o ISNI-IA pelo custo de manter o sistema de atribuição.

Sua Organização já tem ISNI?

Quer saber se a sua organização já tem um ISNI? A ISNI alavancou o trabalho de seus contribuintes de dados, como bibliotecas e bancos de dados comerciais que identificam exclusivamente organizações em recursos de informação. Caso livros ou artigos tenham sido escritos por ou sobre uma organização, é provável que a organização já tenha um ISNI. O banco de dados ISNI já atribuiu ISNIs para mais de 500.000 organizações. Para verificar, acesse isni.org/search e procure sua organização.

A utilização do número de identificação ISNI e Ringgold ID é feita majoritariamente via máquina, para troca de dados por API – ( exemplo: troca de dados entre editoras e repositórios ) e para o linked data – dados vinculados que permitem, inclusive, a existência de sistemas de descoberta como o Busca Integrada (PRIMO).

A Universidade de São Paulo e a Identificação de Unidades, Institutos, Centros, Museus e o SIBiUSP

ISNI.jpg

Detalhamento de elementos de identificação da Universidade de Sao Paulo na Ringgold